quinta-feira, 1 de julho de 2010

Salário Indireto - 87


Já tinha algum tempo que eu estava pensando em reunir esses escritos sob forma de livro.  Na verdade, o que eu gosto mesmo é da idéia disto poder ajudar quem eventualmente estivesse com dificuldade de enfrentar a doença de frente.  A doença ou qualquer outro problema que fosse difícil de encarar.
Na hemo eu via muita gente  que tinha problema para acessar internet ou mesmo de ler o blog na tela do computador.

Reservei o dia pra mim hoje.  Peguei a meia dúzia de livros que fiz em uma gráfica rápida e fui a todos os hospitais por onde andei desde que o Valente entrou na minha vida.

Eu já tinha deixado no Núcleo, onde faço minha hemo. 
Fui a quatro hospitais.  Nos quatro me emocionei enquanto falava.  A voz  embargava, o olho enchia dágua. 
O mais engraçado é que no primeiro momento eu não conseguia explicar direito que eu era paciente renal e que estava ali pra trazer alguma solidariedade pro povo da casa.  
Era só acabar de falar e, invariavelmente, a pessoa com quem eu conversava falava pra mim: 
-  Como assim?
Na verdade, não era a pessoa que não entendia.  Eu era quem não conseguia explicar direito.  Eu me emocionava com o bem que me fazia compartilhar minha experiência com quem tinha o mesmo problema que eu. 
Eu nem sabia ainda se ia fazer bem pras pessoas.  Mas a mim fazia um bem incalculável.

Fui no Felício Rocho, onde fiz minha operação de apendicite e minha lavagem quando meu cocô se recusava a sair.  Fui no Luxemburgo, onde fiz minha operação, onde fui tratado igual rei pelo povo do CTI e onde um anjo chamado Luzia começou a fazer eu gostar de rezar.  Deixei um livro pros pacientes cancerosos do Mário Pena.  Passei na hemo da Santa Casa e me arrependi de não ter levado mais um exemplar pra deixar pro povo da oncologia.
E pra fechar com chave de ouro, mandei pelos Correios um exemplar pro Alê, um irmão meu de uma clínica em Guarulhos que me descobriu na internet.

Gêisa fica olhando pra minha cara de satisfeito enquanto contava pra ela do meu percurso.  Tenho certeza que eu estava fazendo isto pra me deixar feliz.

Tudo bem.  Puro egoísmo bom, eu acho.  Tomara que mais gente fique feliz compartilhando essas histórias comigo.  Foi o melhor investimento que eu já fiz na vida...



40 comentários:

Leo disse...

Valente é antes de tudo um nobre.

Tio Paulo, ofereço meus poucos dotes computeiros no que vc achar que for útil para a divulgação das aventuras do Valente.

PC disse...

Tio Leo, a experiência com esta clínica de Guarulhos foi engraçada. Descobri, sem querer, que eles me punham em contato com os pacientes deles.
Não tenho a menor idéia de como fui descoberto.
Vou precisar de sua ajuda pra ser achado fácil quando alguém procurar os assuntos que trato aqui.
Ainda bem que eu deu nota boa pra você.
Vou te ligar.
Beijos

Leo disse...

Vc sabe que eu não ligo prá nota. Vc ganhou o jogo no dia em que deu aquela aula berrando pro povo em sala de aula prá ensinar sobre diferenciação. ;-)

Didática touché.

Divulgação na web? É um trabalho de longo prazo, mas traz frutos sim. Vejamos o que pode ser feito então.

PC disse...

Ô meu Deus! Você ainda vai acabar com a minha reputação, Leo...

lina disse...

estou aqui com os olhos cheios d'água !!! vc é fenomenal!!! lembrei então da minha temporada na Santa Casa fazendo pulsoterapia....

Regina disse...

É foda ler isto no trabalho e ter que despistar as lágrimas descendo.

Tá valendo demais o aprendizado, Alfredinho querido....

Bjs

Ps:O Leôncio tá só enrolando. Não é falta de eu falar, é que ele é enjoado mesmo. Mas é muito lindo também

PC disse...

Era isso mesmo, Lina. Eu entrava e ia lembrando.
Aí, engasgava.
O cara da Santa Casa, achando que eu tinha vergonha de chorar, perguntou se eu queria ir lá pra dentro.
Fiquei rindo...

PC disse...

Eu estou ficando tão safado, Regina, que agora eu rio, enquanto choro.

E o Leôncio, hein menina...

flaviacoelho5 disse...

Cesa,
o aprendizado não é só para o povo de fora, é p/ nos tb. Qdo papai apareceu com o cancer acho q eramos muito jovens e não entendemos bem a doença. Hoje c/ a sua batalha e do Valente a gente aprendeu o valor da palavra coragem e a entender que a vida foi feita p/ ser vivida um dia depois do outro. Fazer parte da sua história é de uma importancia muito grande p/ mim e as meninas, você sabe muito bem.
Bj gde

PC disse...

Quêisso, Flavinha.
Agora quem chorou fui eu...

Anônimo disse...

Outro grande investimento que vc e Geisa fizeram, foram as flores que voces plantaram por onde passaram.Agora voces estão colhendo.Obrigada sempre.

PC disse...

A mão dela é uma beleza. Tudo onde ela encosta vira ouro.
E eu, só aproveitando

Anônimo disse...

Oi Professor!!!
Ontem eu estava no Hospital Luxemburgo olhando as placas de sinalização e quando entrei na sala da Central de Relações com o Cliente você tinha acabado de deixar dois livros lá.
Li os dois capítulos que se referiam a nossa instituição e fui ver a foto do autor.
Quando vi não acreditei que era você.
A alegria em pessoa. Um professor excelente!!!!
Fico muito feliz que tenha sarado.
Que Deus abençoe você e sua família.
Fico muito feliz que tenha sido bem tratado em nosso hospital
Felicidades
Abraços
Roberta
betaformiga@yahoo.com.br

PC disse...

Sarado, o que Beta.
Sarar é trabalho de formiguinha.
Todo dia, um pouquinho.
Vou aprendendo com você.
Beijos

Dênio Mágno disse...

Eu sabia, desde o primeiro relato, ainda por e-mail. Não li, gostaria de ler, mas sei que deve estar super bacana, legal, inspirador - tal qual o autor. (hahahahaha!!!!). Estou terminando as aulas... ai vamos combinar o café (ai ou no sítio). Abraço,

PC disse...

Mas eu gosto mais daqui, Dênio.
Errou, tá limpo.
Livro não. Tem que revisar, retocar, ... Aí vira obrigação.
O ruim da história é a quantidade de gente que ainda nem tem acesso à internet.
É aí que vai fazer diferença.
Mas é exatamente o mesmo conteúdo.
Um livro de preguiçoso, digamos assim.
Café com Júlia, confirmado.

Mariza Coutinho disse...

Caríssimo César "valente",
seu blog está na minha barra de favoritos.
É a minha injeção de ânimo diária!
Que primo "letrado" que eu tenho.
bjos
Mariza do Celinho(Zeca)

PC disse...

Até que enfim você apareceu, minha linda.
Te vejo amanhã?

Lucia disse...

Bom dia!! Sabia que seria assim. Espetacular.Há tanto o que contar e mais um tanto ainda que querem e precisam ouvir. Fiquei muito, muito, muito feliz com a distribuição! Eu sabia! Eu sabia!
te amo mais ainda. bjs.

PC disse...

Descobre pra mim, Lúcia, se tem hemodiálise ou oncologia aí e me fala.
Beijos

Lucia disse...

Aqui não tem,infelizmente. Nem clinica de imagem e nem raio x direito.Bem básico, o hospital daqui vai indo, quase fechando. Dá muita dó. Quem precisa vai pra Barretos ou Uberaba. Se puder me mandar, eu encaminho para a Prefeitura enviar para as casas de apoio que eles montaram nessas cidades. Vai ser muito bom. Que tal?

PC disse...

Deixo com a Júlia.
Mas aí você tem que me amar pra sempre...

Lucia disse...

Boa idéia!!!! Uai, tava escrito, desde aquela conversa sobre vela de umbanda, que seria dessa forma em todas as vidas que eu tenha (ou tenho, ou terei,f.. me perdi no tempo do verbo)para percorrer!! Vc não sabia disso? hahahahaha..bjs.

PC disse...

Não sabia mas adoro a idéia, Lúcia.
Beijos

Alexandre Mello disse...

Grande PC!
O livro chegou. Estive fora de Guarulhos e só vi ontem no começo da tarde, indo pra reunião da equpe multiprofissional das clínicas.
No fim da reunião, saquei o livro da mochila e exibi, todo pavão, pra turma. Bom, piraram. :-D Tõ com uma vontade doida de transcrever os textos pro periódico que fazemos pros pacientes. Posso? Com os devidos créditos, claro.
Como eu sou egoista, levei o livro pra casa pra ler tudo de novo. Acordei hoje na madruga e estou devorando, de novo, as histórias. E chorando a cântaros.
Vou te mandar uns livros que a Dra.Camen Tzanno, nossa diretora, organizou pra pacientes renais: receitas portuguesas, japonesas e árabes (este com a ajuda da minha mãe) que você pode e deve comer.
Obrigado querido, pelo carinho e pela lembrança, em nome de todos aqui das clínicas. Assim que eu pular em BH vou te procurar.

Alexandre Mello disse...

Ah, esqueci de comentar. Descobrimos você através de um médico (seu?), que não sei qual é, que faz parte dos nefrorunners. A Simone, nossa educadora física das clínicas, etm contato com eles e nos contou sobre você e o Valente. Abs

PC disse...

Claro que pode.
O crédito é pro blog.
Aí você vai selecionando as histórias e colocando no periódico, do jeito que você achar adequado.
Beijo grande,
PC

PC disse...

Meu caro médico nefrorunner,
Se eu não fosse curioso, eu ia fazer engenharia.
Foi pela curiosidade que eu escolhi comunicação.
Por favor, apresente-se qualquer hora.
Beijos
PC

Leo disse...

Ei, engenheiros são seres curiosos!

[resta saber em que sentido]

;-)

PC disse...

Tá bom.
Teria feito enfermagem, Leo.
Beijos
PC

luana disse...

Oi Cesao ! Olha , desde o pacotinho eu imprimo e guardo numa pastinha os textos ! Uns me fazem rir muito , outros me desmancham facil facil! Adorei sua atitude ! Na verdade voce deu um super presente a estas pessoas ! Beijao e ate
dia 24 ne !luana

PC disse...

Elas é que me deram, Lu.
Descobre um hospital aí que tenha hemodiálise (ou em Plautino Soares) que você leva um livro pra deixar pros pacientes.

luana disse...

Dois palito !!! Kkkkk lisa te falou do Joao e o caso do Sirio Libanes ne ? Pois vou entrar em contato com a minha amiga que me deu a Dica ( direto pra vc ) de tanto que conversamos sobre vc seu blgo e etc ! Ela com certeza, me direciona ! Te dou noticia ! To com saudade ! Ate dia 24 , mas que horas genteeeeee ?

Gilda Silvone disse...

Oi Paulo, acompanho o seu blog desde o início e fico encantada com as suas histórias que me emocionam profundamente. Você é um ser iluminado, pessoa muito especial...
Gostaria muito de receber o seu livro.É possível? Posso divulgá-lo nos hospitais aqui de Montes Claros. Será um prazer enorme ajudá-lo nesse trabalho.

Abraço carinhoso.

Gilda.

PC disse...

Minha linda,
Você tem abadá vip no meu coração.
Fiz o livro só pra dar pra os pacientes de hemodiálise.
Faço uma segunda tiragem e mando pra você.
Pra qual endereço?
Beijos doces, escorrendo mel.

PC disse...

Minha linda,
Você tem abadá vip no meu coração.
Fiz o livro só pra dar pra os pacientes de hemodiálise.
Faço uma segunda tiragem e mando pra você.
Pra qual endereço?
Beijos doces, escorrendo mel.

Gilda Silvone disse...

Que ótimo Paulo, fico muito feliz. Pode mandar no seguinte endereço: Rua Dr° Hermes de Paula, 133 - Vila Brasília / CEP: 39400-152 - Montes Claros - MG.

Estou aguardando ansiosamente.

Beijo grande!

PC disse...

Espera só um pouquinho.
Beijos
PC

Anônimo disse...

Oi Paulo!

O livro chegou! Tá lindo, igual a você. O Valente vai fazer o maior sucesso lá no São Lucas, pode ter certeza. Só levei depois de ter lido tudo.
Obrigada meu querido. Quando escrever outro, não esqueça de mim tá bom?

Beijo grande

Gilda.

PC disse...

Minha amada, eu queria mesmo que você lesse o livro antes de todo mundo.
Faça dele o uso que você quiser.
Beijo enorme.


ps: você é inesquecível, minha Rita.