terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Vendetta - 143



Quando eu fui pra França, Diogo recém nascido, levava na bagagem a camisa 9 do Galo, à época propriedade do Reinaldo, o baby-craque.  Lá, a camisa virou bandeira e decorava o quarto do Diogo, na esperança de bom encaminhamento pro menino.

Não sei exatamente por qual razão, Diogo, e de quebra, as meninas, viraram cruzeirenses convictos.  Acho que devo a isto o profundo desinteresse que passei a ter pelo futebol.

Mas aí, sabe-se lá o porque, Tomás começou a gritar Galo!  Do nada.  Diogo tentava de tudo.  Dava camisa, dava bola, nada...  O menino, saia, rindo, repetindo o bordão que, no meu entendimento, era a coisa mais horrorosa que podia ocorrer àquela cabecinha:
-  Cuzelo fedolento.  Galo bonitinho!

Domingo, a gente no Meu Sítio, comecei a sentir o cheiro de armação no ar.  Diogo misterioso, Carol misteriosa...  No meio da tarde, veio a bomba: 
- Nós vamos com o Digo[1] levar o Tomás pra ver o jogo do Cruzeiro.

Tentei seduzir Tomás pra vir brincar na piscina mas Diogo apelou.
-  Não dificulta não, pai.  É sério!
E fez o assunto morrer ali.

Digo já tinha armado tudo.  Como sabia da aversão do Tomás pela camisa azul, providenciou uma camisa amarela.  Armou pro menino entrar em campo com o Raposão[2].  Pura lavagem cerebral...

Fiquei o fim de tarde amuado.  Já quase na hora de voltar, tomando banho, escuto a voz do Tomás, chegando do campo:
-  Cuzelo fedolento. Galo lindinho!
A lavagem cerebral não tinha dado certo.

Tomás olhava pra mim e pedia pra cantar o hino do Galo.  Digo ligou, morrendo de rir, pra me contar o fracasso da estratégia de sedução. E terminou, rachando, com uma falsa irritação:
-  O pai do menino é um banana!  Eu não deixava isto acontecer com filho meu de jeito nenhum...

Espera, Rodrigo.  Eu e o Cris da Ciça já estamos armando um jogo do Galo pra levar o Tomás.



[1] Pra você ver o tamanho da encrenca, Digo, além de padrinho do Tomás, é tão cruzeirense que quando casou com a Carol dele, fez questão de entrar com ela em um jogo, no Mineirão, vestidos, os dois, de noivos.

[2] Graças a Deus, Diogo atrasou e não chegou a tempo de entrar em campo.  Menos mal...  Ia ser duro se ele gostasse do bichinho.


14 comentários:

Lucia disse...

Ah..parece mesmo uma mandinga. Minha família toda cruzeirense frenética, apenas um sobrinho, do nada, virou atleticano. Do nada. O único. E ele é lindo, inteligente, sensível - um artista. Vá entender?? O jeito é aceitar, com esperança de que no futuro ele reconheça o que é melhor!!
*)bjs.

PC disse...

Comigo foi a mesma coisa.
De onde é que o Diogo tirou esta história, meu Deus?
E agora, Tomás reencontra o bom caminho.
Eu não caibo em SI, quando vejo ele torcendo pro Galo, Lúcia.

Digo disse...

Paulo César,

favor não avacalhar a estratégia. Uma das primeiras memórias que eu tenho do Mineirão é você levando eu e o Diogo pra um jogo do Cruzeiro e você MORRENDO DE MEDO da multidão... hehehehe

PC disse...

Era respeito, Digo. Ao desejo de vocês e ao medo da turba insana...
Agora, desculpe mas vai ficar pra sempre na minha memória o Tomás chegando de volta:
- Cuzelo fedolento.

Digo disse...

Paulo César,

se você não fosse tão mentiroso, eu até acreditava nessa sua história...
O Tomás nunca falaria isso do time dele.

PINÓQUIO!!

PC disse...

A prova está no facebuque, Sr. Rodrigo.
Com o Nanando de testemunha.
E digo mais, Digo: de segunda opção, Tomás marcou o Coelho do Vô Juca.

rosana disse...

Menininho porreta esse!!! CUZELO FEDOLENTO !!!!kkkkk.... adorei ! Isso é que é personalidade... Será de onde ele herdou isso??????????

PC disse...

O pai e a mãe estão uma fera comigo, Rosinha.
Já eu, um orgulho só...

Sakana-san disse...

Graças a algum ente maior, meu Platão também não se liga em futebol. Não suportaria conviver com um sujeito que aos fins de semana veste camisa de time e usa calção de nylon com um furo no cavalo. Afe! Que nojo...

PC disse...

Eu era igual ele.
Agora virei galo doente.
Sorte minha que não tem camisa do meu número.

(mentira, rsrs)

Renata Feldman disse...

Ichi, PC, se chamar a Bella ela vai rapidinho! A cruzeirense aqui até que torceu contra, mas o Galo ganhou de goleada lá em casa...

PC disse...

Ueeeeeba!!!
No dia da comitiva do Lacoste Sports Arena eu te falo, Renata.
Aí, você aproveita e conhece o Meu Sítio.
- É fazenda, vovô...

Cidadão Cão disse...

SuperEd vai resolver esse problema! Que é um problema grave, não se enganem. Mas SuperEd irá resolver. Deixa comigo, Diogão.

PC disse...

Sem chance, baby.
Diogo está tentando um caminho intermediário, fazendo o Tomás gostar do Barcelona.
Mas ele gosta mesmo é de ir pra escolinha com o uniforme do Galo.