terça-feira, 3 de novembro de 2009

A bomba - 05


Pois é!
Na correria, eu viajei e Gêisa iria atrás das guias pros exames do plano de saúde, que Xande ficou de nos passar depois. Luiza e Tetê quebraram mais este galho. Os resultados ficaram prontos na sexta mesmo.
Gêisa pegou e, claro, antes de deixar na clínica do Xande, deu uma olhada e ficou sabendo, antes de todo mundo, do resultado. Estava lá, com todas as letras: t, u, m, o, r.
Na correria, só Gêisa tinha se dado conta que o dia da volta da viagem era o domingo, dia dos Pais. E nem que a bezerra (aquela lá do comecinho) tossisse, ela ia estragar a celebração do meu almoço.
Na segunda, ela me telefona:
- Tá lembrando do Xande?
Eu tava.
Passa um pouco, mensagem no celular:
- Tá lembrando do Xande?
Eu tava.
Depois de uns quatro telefonemas me lembrando do compromisso, ela fala:
- Quer que eu vá lá com você?
Claro que não precisava.
- Mas eu vou, concluiu ela, absoluta.

Cheguei pouco antes das 19:00. Xande esperou que ela chegasse pra nos atender juntos. E foi claro. Falou pra mim com todas as letras o que Gêisa já sabia: t, u, m, o, r.
Aí, me lembrando da dorzinha que eu tinha sentido antes da viagem, com cara mais de blasé e seguro de si que eu consegui na hora, lá fui eu antecipando ao Xande:
- Ainda bem que é no direito, que já não funcionava...
Xande me interrompeu, sério:
- É no esquerdo, bacana. E tem mais: um trombo na veia cava, bem na frente do rim.

Fiquei meio sem chão na hora mas a objetividade do Xande me ajudou a entender o que dizia no relatório.
A melhor solução era retirar o rim. E com o rim direito sem vascularização, isto significava hemodiálise. Mas isto só podia ser feito se a retirada do trombo desse certo.

Pra você que não é do ramo, trombo é um chouriço que se instalou onde o sangue devia correr livre, leve e solto. É meio que uma bomba relógio. Soltou um pedacinho do chouriço, é AVC ou trombose. Daí a prioridade dele na história.

Saco... Mas fazer o que? Vamos nós, acabar logo com esta história.

2 comentários:

Adriana disse...

Esse blog tá sendo uma terapia pra você, não é?

Tô achando esse trabalho ótimo!

Beijos

PC disse...

Pois é.
Tudo que me angustia(va), quando eu vejo, Valente está contando pra vocês...