sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Vó Geralda - 119



Ontem o homem do Pastelzinho estava arrasado.  Vó Geralda, aos 97, tinha morrido.
É por causa da Vó Geralda que este ogro, que não tinha salvação, virou esta figura doce que a gente conhece.  Só isto já era suficiente pra nós sermos eternamente gratos a ela.  Maurilo já tinha colocado uma declaração de amor baita pra Vó Geralda há uns tempos atrás na Pastelaria.

Ontem, pensando no Maurilo, na Sophia e na Vó Geralda, na mamãe e no Tomás, fui dormir embalado pelo fascínio deste eterno recomeço, ganhos e perdas, coisas que sempre enchem a gente de esperança, certos que amanhã vai ser melhor que hoje. 

Vai daí que hoje de manhãzinha, mudaram o horário da minha hemo e lá fui eu fazer uma bateria de exames no Life Center.  E me chega, numa cadeira de rodas, conduzida pela filha, uma lady com os exatos 97 anos da Vó Geralda.  Linda, cabelo branquinho, toda produzida para o que devia ser um evento pra ela.  A filha, óbvio, pediu um atendimento preferencial pra doce senhora.

Pois você não acredita que um idiota, com seus 60 e poucos anos, bermuda e tênis de quem tinha feito sua caminhada matinal, reclamou em altos brados, dizendo que, se era assim, ele também tinha idade pra ser preferencial.
A filha, toda delicada, argumentou suavemente, que ela tinha 97 anos.  Lembrei da Vó Geralda na hora.
Mas baixou em mim o velho rabugento que habita no Maurilo vez por outra e dei um esporro no cara.
-  Ô idiota, não é questão de idade não.  É de respeito.
E o panguá ainda respondeu:
-  Eu também tenho meus direitos.  Você é Dilma e eu sou Serra.  E daí?

Fiquei sem entender a entrada da política na história mas aí já era tarde.  O cara conseguiu a unanimidade.  Independente de se Dilma ou Serra, parece que todo mundo virou neto da velhinha na hora, que na sua senilidade permanecia alheia a tudo.
Todo mundo fuzilou o zé ruela com tanta ira que ele foi ficando amuado, resmungando, olhando pro chão.

Maurilo, meu irmão, considere este esporro minha homenagem pra Sophia e pra você.


5 comentários:

B disse...

Nao conheco o Maurilo, nao conhecia o Pastelzinho... Mas amo a Vó Geralda agora!
Beijos

PC disse...

Os dois merecem, meu branquinho.

Anônimo disse...

Este tal zÉ ruela fdp errou até na comparação ele ta muito mais pra dilma

PC disse...

Não entendi nada, Anônimo querido.
Mas, pra mim, ele é quem era mais velho que todo mundo...

Renata Feldman disse...

É, amigo... O mundo tá carente de gentileza, cabelos brancos, respeito...
Você matou a pau, D. Geralda deve estar comemorando lá de cima!...
Bjs