segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Celebração da vida - 45



Eu saí do hospital no dia 19 de setembro. Quase três semanas, esperando esta data. Agora, faltavam só 3 dias.
Quem me conhece há mais tempo, sabe do meu compromisso com o primeiro raio da manhã do dia 22 de setembro: ele me encontra sem barba.

Acho que a coisa começou nos tempos de Alberico, na Vale, com Herval Braz, meu mentor, pra quem qualquer coisa era motivo de celebração.

Lembro que Herval chegou um dia na maior excitação na Vale.
- Temos que sair hoje. Hoje é 7/7/77. Uma data assim só acontece de 11 em 11 anos!
Acabou. A gente tinha de celebrar.

Desde esta época, ganhei um gosto grande pela importância de se celebrar e venho cumprindo esta liturgia com a maior pompa.
Deve ter pra lá de 30 anos que o primeiro raio da manhã da primavera me pega sem barba.
Na noite de 21 pra 22, espero todo mundo aqui de casa ir dormir, corro no banheiro e aí a primeira faz tchan, a segunda faz tchum e a terceira, tchan, tchan, tchan...

Me divirto com a surpresa do povo, vendo aquela cara de bundinha de nenen onde antes tinha aquele barbão, hoje quase branco...

O pessoal pára, me olha, fica achando esquisito. Aí eu falo, ligeiro, pra acabar com a dúvida:
- Mudei os óculos.
E tem neguinho que cai e aceita a explicação.

Voltar a barba não tem muito mistério. É quando me cansa começar o dia escanhoando meu queixo gordo.
Normalmente aproveito os feriados de semana santa ou carnaval, pra dar tempo pra ela ficar mais encorpada.

Mas o grande compromisso é na noite de 21 pra 22 de setembro.
De uns tempos pra cá me dei conta que a importância deste compromisso com a primavera tem uma importância maior, pra mim.
É, na verdade, a celebração da vida.

Viva a vida!

12 comentários:

Adriana disse...

Quando vai ser a próxima celebração?
Podia ser à fantasia, aí, você vai de Príncipe Valente!

Beijos

PC disse...

Você acredita que teve uma ontem, justo do menino que criou a fantasia de Valente...?
E eu perdi?

vivi disse...

do geito que eu sou lerda ja devo ter caido nessa do oculos....

saudosaaa

bjooo
je t'aime

Gil disse...

fui inventar uma celebração nessa passagem de ano e cortei o meu bigode com mais de 36 anos de existência (verdade!)... ninguém gostou ! nem eu... quem viu, viu, quem não viu... disseram que parecia "fiote de papagaio" ou até o "Vô Juca"...

PC disse...

Digamos, Vivi, que você só é um pouco distraída.
Mas é linda, disto ninguém duvida.

PC disse...

Gêisa fica brava sempre que eu tiro a barba.
E sempre que eu deixo ela crescer, Gil.
Vai entender estas mulheres...

Lucia disse...

Eu entendo Gêisa perfeitamente. Ahhh sei quem é o Luis Felipe. É sobrinho da minha amiga Izabel, que trabalha no fórum. Quando perguntei para ela, pois eu já desconfiava, ela todo orgulhosa disse: é meu sobrinho. Conheço os pais dele e somos quase vizinhos. Família bacana. Vá entender estas coisas!!!
Un a offert toi et la vie!!beijo.

Emilia Osorio disse...

Viva a Vida!!!

PC disse...

Fala com a tia que o Luiz é chic com força, Lucia.

PC disse...

Viva, Emília!

redatozim disse...

Eu sxempre raspava a cabeça antes de alguma viagem importante pra mim. Aí fui perdendo cabelo e a graça acabou.

PC disse...

Quêisso Maurilão?
Raspa logo e o que você está esperando acontece.
Quer dizer, raspa logo se Fefê não te largar...