segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Edição Extraordinária 03 - Não vale como história












Este cartão é uma brincadeira com duas das figuras que eu mais amo na vida.

Mário, casado com a doce Mônica, fez meu debochado e lindo Papai Noel. É dele também a caricatura que aparece no meu perfil do blog. Aliás, quando os meninos eram pequenos, esta caricatura era o Papai Bravo. Gêisa mostrava o quadro e eles, com medo, iam se borrando de medo pra caminha.

Edmundo Novaes, meu irmão na Tv Alterosa e no Turismo da PUC fez este poema. Fez este e um punhado de outros, igualmente lindos. Tinha feito pra ele mesmo. Mas, generoso como é, nem liga quando eu me aproprio das coisas dele. Só quando se trata da Gladys que o homem vira bicho...

6 comentários:

vivi disse...

que bunitinhu vc!!!!!

PC disse...

Lá em casa, Vivi, é todo mundo assim.
Precisa ver l'ainé de tous...

Anônimo disse...

Eu(Flavinha da Olympia) e Zico estamos encantados c/ o seu blog e c/ a sua superação. Joyeux Noel e que em 2010 vc e Valente continuem obtendo vitórias!!! Gros bisous et a bientôt!!

PC disse...

Dêem notícia quando estiverem aqui.
Bises à tout le monde.

Paulinho Saturnino Figueiredo disse...

Sorte sua, xará, o Mário Valle é tudo de bom, e a Monica, tudo de doce. Pena que eu quase não os veja, mas gosto muito dos dois.Segredim: morro de inveja dessa sua caricatura, todo cidadão honrado deveria ter direito a uma, inda em vida. Beijão.

PC disse...

Paulinho,
Vou falar com ele.
Vai ficar completamente rempli de soi même.
O céu de BH vai ser pouco pro ego de nós 3 juntos.